Bem-vindo!

Vídeo EEG

Consulta prévia do vídeo-EEG

A monitorização de vídeo-eletroencefalograma é um passo fundamental na investigação do diagnóstico de epilepsia. No NIEP, ao agendar seu exame, fique calmo, antes de realizá-lo você passará por uma consulta com um dos nossos especialistas de epilepsia. O objetivo dessa consulta será orientá-lo, explicar com detalhes como é feito o exame (local, tempo de duração, procedimentos adotados), além de conhecer a história clínica de crises convulsivas e a medicação utilizada pelo paciente.

Portanto, essa consulta é para esclarecer as dúvidas dos pacientes e familiares que, por ventura, possam existir quanto ao procedimento a ser realizado, e tranquilizá-los. Demonstrando assim nosso compromisso com o cuidado aos nossos pacientes, e visando sempre a segurança e o melhor atendimento à população com epilepsia.

Exame Eletroencefalograma (EEG)

O que é? 

É um exame para pesquisar se há algum problema com a atividade cerebral. Consiste na colocação de pequenos eletrodos de metal no couro cabeludo do paciente com auxílio de um creme especial, os quais são conectados por meio de fios a um computador que pode gravar as ondas cerebrais. Assim, o médico neurofisiologista (especialista em EEG) pode avaliar o exame e verificar se há problemas como epilepsia, entre outros.

Por que fazer? 

Como é um exame para avaliar atividade cerebral, é sempre feito na suspeita de desordens cerebrais como epilepsia, transtornos do sono, alterações de comportamento e da consciência e após lesões do cérebro como trauma.

Qual a duração do exame?

O EEG de rotina tem duração média de 30 minutos, mas se o seu médico solicitar mais tempo, pode ser que dure mais. Durante o exame, são realizados geralmente 2 procedimentos como a Fotoestimulação, que consiste na realização de flashes de luz, e a Hiperventilação, que consiste em o paciente soprar um cata-vento por um curto tempo. Essas manobras têm como objetivo ativar a atividade cerebral e assim permitir que alguns problemas sejam identificados mais facilmente durante a gravação do EEG.

O EEG é um exame seguro?

O EEG é seguro quando todas as normas de segurança são seguidos (como na NIEP) e o paciente não sente nenhum choque ou desconforto durante o exame.

É necessário algum preparo antes do exame? 

Não é necessário jejum. Recomendamos evitar alimentos estimulantes como cafeína antes do exame. Também recomendamos dormir menos no dia anterior ao exame, pois favorece que o paciente durma durante o exame, período em que é possível avaliar muitas das desordens cerebrais.

Qualquer dúvida escreva pra gente!

Vídeo EEG (para leigos)

O Vídeo-EEG é um exame em que é possível registrar a atividade elétrica cerebral associado a uma monitorização contínua do paciente através de vídeo. Eletrodos, fixados ao couro cabeludo do paciente e ligados a um computador, traduzem esta atividade cerebral, registrando através de ondas que são então analisadas por um médico especialista nesta área.

É um procedimento totalmente indolor e não-invasivo, que pode ser realizado em todas as idades, desde recém-nascidos até idosos. O tempo de duração do exame pode variar de acordo com a indicação médica, podendo durar menos de uma hora até mais de 24 horas.

Quando há necessidade de monitorizar o paciente por um período mais longo, ele é acomodado de maneira confortável, em local privativo, sendo possível se alimentar, assistir televisão, ler, conversar e dormir normalmente. Além de presença constante de seu acompanhante, poderá contar também com equipe treinada, presente por 24 horas e pronta para auxiliar em caso de necessidade.

A grande vantagem que torna o vídeo-EEG um exame, em muitos casos, extremamente necessário é a possibilidade de analisar movimentos anormais, alterações de comportamento e outros eventos apresentados pelo paciente simultaneamente com o registro da atividade cerebral naquele momento.

Portanto, através do vídeo-EEG, é possível concluir se os eventos apresentados pelo paciente são de origem epiléptica, além de identificar o tipo e a localização das alterações, possibilitando diagnósticos mais precisos e tratamentos mais adequados.